X
Menu
X

Como é feito o implante de prósteses?

Como é feito o implante de prósteses

A perda de um ou mais dentes afeta a autoestima e por consequência, a qualidade de vida do paciente. Uma das maneiras mais eficazes de solucionar esse problema, que pode ser causado por cáries, gengivites ou diferentes traumas, é através da implantodontia. A implantodontia substitui o dente perdido sem prejudicar a parte estética, por ter aspecto natural, tornando o implante praticamente imperceptível. A prática também é capaz de paralisar a perda óssea devido ao uso de pontes e dentaduras.

Antes de realizar o procedimento, é importante buscar um profissional especializado para evitar qualquer risco durante a colocação do implante, privilegiando a segurança, o tempo e o conforto do paciente.

Como é o processo de implantodontia?

É na consulta com o dentista de confiança do indivíduo que a melhor forma de tratamento é acordada. Também é feito um estudo da situação bucal, moldes da boca são tirados para a confecção da prótese mais adequada, analisando o tamanho e formato dos dentes. Eventuais  problemas com cáries são tratados antes de realizar a colocação dos implantes.

Posteriormente é feita a sua instalação – são pinos, em geral de titânio, que possuem a propriedade de substituir a raiz do dente – e somente após a cicatrização desse processo, a prótese pode ser então fixada. O tempo de cicatrização é diferente para cada paciente, variando de acordo com a osseointegração, que integra o implante ao osso, e em certos casos, a prótese pode ser anexada já no mesmo dia, conhecido como carga imediata, quando não há a necessidade de enxertos e o uso da técnica se torna possível.

A colocação dos implantes já pode ser feita por cirurgia guiada em 3D em algumas clínicas, permitindo a reprodução exata do osso e causando pouco sangramento e desconforto. Como varia de acordo com o paciente, em determinados momentos já é possível providenciar alguma prótese provisória ao paciente após o procedimento, até estar apto para colocar a definitiva. A prótese é parafusada sobre o implante para garantir sua fixação e os materiais devem ser escolhidos em conjunto com o dentista, podendo ser de :

  •         Zircônia, revestida de porcelana pura no formato dos dentes (técnica nova e que possui alto grau de durabilidade, translucidez e resistência, bem como aspecto natural);
  •         Metalocerâmica – é feita com uma liga metálica e é revestida com porcelana estética no formato dos dentes;
  •         Também pode ser implantada a prótese de metal revestida com resina, com alto grau de durabilidade;
  •         Outros materiais também podem ser adotados, como a cerâmica.

A prótese dentária fixa é a ideal em casos que faltam poucos dentes ao paciente, sendo mais confortável e mais adequada esteticamente. As próteses removíveis podem ser parciais, e geralmente são de acrílico ou silicone e não substituem todos os dentes, apenas alguns. Próteses removíveis totais são as  dentaduras. Já as próteses sobre implantes são do tipo: protocolo, feita de cerâmica ou cerâmica e metal e é parafusado aos dentes; a híbrida, em geral de metal e acrílico, incorpora uma estrutura interna de metal, oferecendo o suporte adequado aos parafusos de fixação, dentre outras indicadas pelo dentista.

Há um período de adaptação ao uso da prótese, que também varia de acordo com o paciente, mas é um processo rápido, capaz de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Share