X
Menu
X

Como funciona o clareamento dental caseiro e quais os riscos?

Antes de se fazer um clareamento dental é imprescindível fazer uma consulta com um dentista qualificado e verificar a necessidade e cuidados que se deve ter ao se submeter  a um tratamento de clareamento.

O clareamento dental caseiro é uma das formas mais utilizadas para se fazer um branqueamento dentário. São várias vantagens ao se fazer esse clareamento, principalmente por conta da conveniência de se fazer o branqueamento em sua casa. Contudo ao se escolher esse método de clareamento é necessário seguir à risca as recomendações do seu dentista para obter o sucesso neste procedimento.

Na consulta com o dentista é realizada a moldagem dos dentes para a confecção das moldeiras, que irão receber o creme de clareamento. As moldeiras são personalizadas e adaptadas para cada paciente.

Assim, maximizam os efeitos do clareamento e minimizam efeitos secundários. As placas de clareamento são criadas diretamente em cima dos moldes, com o intuito de garantir uma forma perfeita. As placas de clareamento são fabricadas em silicone flexível, são transparentes ou esbranquiçadas.

Para que os resultados obtidos em casa sejam bons, é necessário seguir as recomendações do dentista acerca dos horários de uso do molde. Apesar do clareamento ser feito em casa, todas as recomendações devem vir do dentista. Fazer um clareamento por conta própria não somente pode trazer prejuízo ao paciente, como também não traz resultado algum.

O tempo de tratamento depende da análise feita pelo dentista, que irá considerar a concentração de manchas e do amarelamento dos dentes em função de certas práticas alimentares, bebidas, tabaco e o processo natural de envelhecimento. Os primeiros resultados já podem ser observados na primeira semana do tratamento.

Os bons resultados dependem de vários fatores

O clareamento caseiro é um tratamento estético altamente conservador que possui uma técnica simples, de fácil aplicação e não é prejudicial aos dentes e aos tecidos moles. Entretanto, apesar do caráter simplista, não significa que possa ser feito de qualquer maneira e sem os devidos cuidados. O sucesso do tratamento depende muito da colaboração do paciente, que deve se atentar à maneira correta de aplicação do gel e seguir sempre as orientações do dentista. Hábitos nocivos com relação à dieta e ao fumo estão entre as principais orientações e precisam ser revistos.

Os riscos do clareamento feito sem acompanhamento profissional

Quando falamos em clareamento caseiro, muitas pessoas associam àquelas técnicas pesquisadas na internet e que o paciente realiza por conta própria. Mas não se engane, sendo feito ou não no consultório do dentista, é importante que um profissional dentista qualificado pra acompanhando todas as etapas e forneça as orientações necessárias.

Qualquer procedimento diferente deste pode acarretar em sérios prejuízos. Veja:

– Um produto inadequado para o seu caso pode aumentar o risco de efeitos indesejáveis, como a sensibilidade dos dentes e lesões em tecidos moles (gengiva).

– O paciente pode não obter o efeito desejado caso aplique o produto em um dente que não tem indicação para clareamento caseiro (ex: elementos tratados endodonticamente, elementos com restaurações estéticas extensas);

– É preciso cuidado com a aplicação do gel, pois quando usado de maneira indevida, pode causar lesões em tecidos moles (gengiva).

Preencha o formulário agende sua consulta, ou ligue e marque uma avaliação com um de nossos especialistas, sem compromisso, e tire todas as suas dúvidas.

You Might Also Liked

Quais são os tipos de clareamento dental?
Faça sua pergunta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *