X
Menu
X

Saiba tudo sobre os implantes dentários!

O que são os implantes dentários?

Implantes dentários são pinos de titânio semelhantes a um “parafuso”, posicionados cirurgicamente no osso maxilar (arcada superior) ou no mandibular (arcada inferior), substituindo as raízes dos dentes. Em cima dos implantes, são instaladas as próteses,  que representam e mantém a função do próprio dente.

Após cerca de 3 a 6 meses após a instalação do implante de titânio (tempo total de osseointegração), pode-se iniciar o processo de colocação da prótese. Um processo mais recente propõe a instalação rápida de dentes, chamada carga imediata.

Indicações e Contraindicações dos implantes

Os implantes dentários são indicados para quase todos os casos de ausência de dentes. As contraindicações mais comuns são situações nas quais os pacientes não possuem estrutura óssea em quantidade e qualidade suficientes para a instalação dos implantes.

Nestes casos há a necessidade de procedimentos de regeneração óssea, para que seja indicado o tratamento com implantes. A perda óssea dificulta a colocação dos implantes, o que leva, na maioria dos casos, à necessidade de procedimentos de ENXERTOS ÓSSEOS no local, visando a futura instalação dos implantes.

O paciente que será submetido ao tratamento com implantes osseointegráveis, passa por uma série de exames, visando reduzir as chances de insucesso (implante não se prenda ao osso).  

O implante pode ser rejeitado pelo meu corpo?

O implante dentário é de titânio, um material puro, grau IV, que não sofre corrosão, não produz nenhum tipo de reação antigênica no organismo, sendo imunologicamente inerte. Portanto, não há perigo de rejeição.

No entanto, como a boca é um local contaminado, mesmo com todos os cuidados de assepsia, há risco de infecções no local, o que pode levar à perda do implante. Felizmente, isto acontece raramente.

Quais são os riscos da cirurgia para a colocação dos implantes?

Na avaliação pré-cirúrgica é feita a medicação pré-operatória com analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos.

A cirurgia é realizada com anestesia local e após sua realização o paciente recebe uma bolsa de gelo para aplicar no local, com a finalidade de evitar o edema (inchaço).

Os exames pré-operatórios liberam o paciente para a cirurgia, diminuindo os riscos de complicações. É considerada uma cirurgia oral menor e tem duração média de uma hora a uma hora e meia. Após a cirurgia, o paciente deve repousar conforme as recomendações pós-operatórias que lhe são passadas.

Recomendamos que o paciente faça repouso nas primeiras 24/48 horas, utilizando nas refeições alimentos líquidos e/ou pastosos, de preferência frios ou gelados. É fundamental que o paciente siga as recomendações.

Quais os cuidados que devemos ter após a colocação do implante e da prótese?

Toda prótese está sujeita a acidentes durante o ato mastigatório. O paciente deve evitar alimentos excessivamente duros e de pigmentação forte. O controle da placa bacteriana deve ser o mesmo para implantes e para os dentes naturais. O controle periódico deve ser feito pelo dentista, pelo menos uma vez de cada 6 meses.

Quanto tempo dura um implante dentário?

Um implante pode durar de 30 a 40 anos, conforme o cuidado do paciente com a higienização e alimentação. Ou seja, dependendo da idade de sua colocação, o mesmo pode durar a vida inteira.

Preencha o formulário agende sua consulta, ou ligue e marque uma avaliação com um de nossos especialistas, sem compromisso, e tire todas as suas dúvidas.

You Might Also Liked