X
Menu
X

Anquilose dentária

Os dentes são unidos ao osso por meio de fibras denominadas ligamento periodontal. Quando o dente se torna unido diretamente ao osso sem a interposição das fibras, chama-se anquilose. Os dentes “de leite” (decíduos) são muito mais afetados que os dentes permanentes.

Nos casos de dentição decídua os dentes apresentam-se em infraoclusão, ou seja, o dente parece mais curto, ficando aquém do plano oclusal (linha horizontal imaginária que acompanha o nível das “plataformas” dos dentes).

O dente permanece em sua posição, podendo não “cair” quando for a época e até mesmo apresentar dificuldades para remoção cirúrgica. Traumas, reimplante dentário, forças mastigatórias anormais e tratamento endodôntico são algumas teorias para as causas do problema.

Diagnóstico da Anquilose dentária

A anquilose deve ser diagnosticada e tratada, pois pode acarretar  maloclusões. Pode ocorrer inclinação ou extrusão dos dentes vizinhos; perda de espaço; atraso na troca do dente de leite pelo permanente; dificuldade de higienizaçâo (porque a escova não alcança o dente em infraoclusão)dentre outras.

E muitas vezes a anquilose do dente decíduo está relacionada à não formação do dente permanente (agenesia).

Quando um dente permanente é acometido da doença o tratamento deve ser o mais conservador possível, visando manter o dente íntegro e funcional em sua posição.

Nos casos de dentes decíduos, é feito o acompanhamento radiográfico e na época de sua esfoliação o dente deverá ser removido. Os dentes anquilosados também poderão ser removidos se os dentes vizinhos estiverem inclinados ou estrondos, lembrando que, se o dente é removido antes da sua época de esfoliação, deverá ser mantido o espaço.

Em alguns casos para restabelecer a oclusão o dente poderá receber uma coroa total ou restauração em resina.


Áreas odontológicas relacionadas

As especialidades odontológicas mais indicadas para o tratamento das anquiloses são a Cirurgia e Traumatologia buco-maxilo-facial, a Odontopediatria e a Ortodontia em Brasília.

Share
Faça sua pergunta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *